bioplastia

IN ES BR

Central de Atendimento

AGENDAR CONSULTA

De segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 20h.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Tratamento Capilar

Clínica Leger com tratamento capilar na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

A Clínica Leger conta com médico dermatologista para o tratamento capilar na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. O tratamento capilar pode ser realizado de diferentes formas, sendo elas com uso de medicação via oral ou tratamento tópico.

Para a realização do tratamento capilar é fundamental que se faça uma visita ao médico para que ele realize o diagnóstico preciso e melhor forma de proceder.

Finasterida: A finasterida para o tratamento capilar é uma droga que inibe a ação da enzima 5-alfa-redutase e diminui o nível de dihidrotestosterona (DHT) no couro cabeludo, o principal hormônio masculino responsável pela queda de cabelo. Isso impede a atrofia dos folículos capilares e auxilia na restauração dos folículos já atrofiados. O resultado é a produção visível de cabelos com aparência natural e a recuperação de áreas que estavam rarefeitas.

tratamento capilar O tratamento capilar deve ser contínuo, caso contrário os cabelos voltarão a cair como antes do seu uso. O dermatologista deverá prescrever e acompanhar o tratamento, avaliando a necessidade de solicitar exames antes de iniciá-lo.

Minozidil: Seu mecanismo de ação no crescimento de cabelos é desconhecido, porém ele aparenta estimular os folículos pilosos aumentando seu tamanho e também prolongando a fase anágena. O minozidil também abre os canais de potássio e aumenta a proliferação e a diferenciação de células epiteliais na haste capilar. Além disso, aumenta o fluxo sanguíneo cutâneo quando aplicado localmente.

Tretinoína: A tretinoína estimula o crescimento e o desenvolvimento de células da pele e aumenta a eficácia dos outros medicamentos. Em casos mais graves, os medicamentos podem ser aplicados por médicos diretamente no couro cabeludo.

Fases dos cabelos:

Fase Anágena:

Essa é a fase caracterizada pelo crescimento da matriz, de modo que a duração da atividade dos folículos (responsáveis pela formação do cabelo) variada conforme a raça, região para região, estação climática e idade. Sua duração no couro cabeludo é de dois a seis anos, na perna de 19 a 26 semanas, no braço de seis a 12 semanas, no buço, de quatro a 14 semanas e, nas axilas 12 meses.

No couro cabeludo dos humanos, 80% a 90% dos folículos estão nesta fase.

Fase Catágena:

Fase caracterizada pelo repouso dos pelos, com duração de duas semanas e atinge 1% dos folículos. No final da fase anágena, o folículo sofre uma série de modificações morfológicas e moleculares, que levam à morte celular (apoptose).

Fase Telógena:

Responsável pela eliminação dos cabelos mortos, essa fase tem duração de cinco a seis semanas e chega a atingir 20% dos folículos. É considerada normal a perda de até 100 fios por dia. Acima disso, recomenda-se uma avaliação.

Eflúvio Telógeno:

Esse é o nome dado à queda intensa de cabelos em todas as porções do couro cabeludo e pelos do corpo. As causas que determinam seu surgimento são diversas, tais como: pós-parto, interrupção do uso de pílulas anticoncepcionais ou de reposição hormonal, infecções e doenças acompanhadas de febre alta, traumas físicos e/ou emocionais, pós-operatório, doenças da tireóide, deficiências nutricionais (ferro, zinco e proteínas) ou dietas muito restritivas. Geralmente, com a melhora do quadro, ocorre o crescimento de novos fios, em aproximadamente seis semanas. Caso o paciente apresente febre alta ou prolongada, o número total de fios pode não voltar ao normal. Estes casos são raros, de modo que o dano folicular leva ao crescimento incompleto dos pelos.

Tipos de cabelos: Existem três tipos de cabelos, os lisos ou lisótricos, os ondulados e sinótricos e os cabelos crespos ou ulótricos.

Tipos de cabelos quanto à porosidade ou sensibilidade:

Cabelos porosos: Por obterem as escamas das cutículas abertas, absorvem melhor os elementos químicos.

Cabelos normais: Contém as escamas das cutículas semiabertas, tendo absorção normal dos elementos químicos.

Cabelos impermeáveis: Como apresentam as escamas das cutículas fechadas, dificulta a penetração dos elementos químicos.

Tipos de cabelos segundo teor lipídico:

Cabelos oleosos: Por produzirem óleo além do normal, passa a sensação de um cabelo sujo e mal cuidado, por isso devem ser lavados diariamente. O motivo para a produção excessiva de óleo está ligado a fatores hormonais, ao uso de medicamentos ou estresse.

Cabelos Secos: Os cabelos secos devem ser menos lavados por apresentam sua haste seca, o que o deixa com a aparência sem brilho. É mais sucessível a fatores externos.

Cabelos Mistos: Caracterizado pelos cabelos que são oleosos somente na raiz e secos no resto dos cabelos, comum em pessoas que contém o cabelo comprido. É indicado lavar com xampu para cabelos oleosos, associado a um condicionador.

Alopecia: A alopecia representa a queda de cabelo e/ou pelos do corpo, podendo ser hereditária (calvície masculina), quimioterápica, areata, totalis ou universalis.

Alopecia herediátia: É desencadeada por fatores hereditários juntamente com a presença de hormônios. Ocorre queda progressiva somente do cabelo. Pode ocorrer tanto em homens quanto em mulheres.

Alopecia quimioterápica: É a queda de cabelo desencadeada pela quimioterapia para pacientes com câncer.

Alopecia areata: É a queda de cabelo localizada e limitada, podendo ser causada por distúrbios hormonais, nutricionais, tração excessiva dos cabelos, envelhecimento, química nos cabelos etc.

Alopecia totalis: Perda de pelos do corpo e localizadas ou não do cabelo.

Alopecia universalis: Queda de todos os pelos do corpo e dos cabelos.

Veja mais sobre tratamentos dermatológicos.
Veja mais sobre Tratamento Capilar.


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife